EUROTOP - Soluções em telhas

As telhas de concreto EUROTOP são elementos de cobertura com diferentes acabamentos, cujos perfis permitem encaixes perfeitos. Dispõe de saliências na parte inferior frontal (formando a “pingadeira”) para impedir o retorno de água e facilitar o deságüe sobre a telha seguinte. Também possuem duas travas na parte inferior traseira, cuja função é permitir o seu encaixe nas ripas e evitar deslizamento.

As figuras abaixo representam a sobreposição de telha de concreto sobre a telha da fiada inferior e as suas faces superior e inferior.

As “pingadeiras” dianteiras, as travas de apoio traseiro e a diferença entre a inclinação da superfície da telha e do pano do telhado estão em destaque.

Note que, para compensar a inclinação da telha do beiral, a altura da primeira ripa deve ser 2,5 vezes maior que a altura da ripa seguinte.


As telhas de concreto EUROTOP, cumprem
as especificações da norma NBR 13858-2:1997

A cobertura além de proteger contra a ação de agentes atmosféricos, como a chuva, o sol, ventos, também é capaz de determinar o estilo da edificação. Portanto, torna-se indispensável um bom planejamento de todas as etapas anteriores à execução.

O projeto da cobertura e o projeto arquitetônico devem ser executados por profissionais técnicos capacitados. Por isso, cabe ao arquiteto projetá-la, e ao engenheiro fazer os cálculos para dimensionar a estrutura. Um projeto bem elaborado, evita o desperdício em obra, além de proporcionar segurança e economia ao cliente.

Para que o projeto seja funcional e esteticamente perfeito, o profissional deve levar em consideração vários fatores importantes, como o tipo de telha, inclinação da cobertura, tipo de estrutura, cálculo das quantidades, modulação da cobertura, instalação de peças especiais durante a fase de planejamento para evitar erros e surpresas posteriores.

INCLINAÇÃO

A inclinação da cobertura deve ser definida, como vimos acima, durante a fase do projeto, porque possibilita que os panos sejam planejados de maneira a evitar grandes dimensões, o que previne o acúmulo excessivo de água de chuva sobre o telhado./p>

A inclinação determina o estilo da edificação, e o tipo de telha a ser utilizada. Uma vez escolhida a telha, a instalação desta deve respeitar as orientações da empresa quanto à inclinação mínima (para evitar o “retorno” de água), e a inclinação máxima (para evitar que a telha “escorregue” no madeiramento), vide fixação das telhas.

A inclinação pode ser expressa em porcentagem (%), ou em graus(º), sendo que a primeira é a forma mais usual. calculada através da relação altura/base, ou seja;

Ilustração do calculo de inclinação

Para garantir o escoamento da água, a inclinação varia de acordo com o comprimento do telhado. Portanto, apresentamos abaixo, uma tabela com as recomendações de inclinação para as telhas EUROTOP, em função do comprimento do pano do telhado.

Ilustração da inclinação.

Vale lembrar, que em todos os casos, a inclinação mínima deve ser respeitada, para evitar que o acúmulo de água da chuva sobre a cobertura, cause vazamentos.

As telhas EUROTOP em circunstâncias normais, se mantêm estáveis devido à ação de suas travas inferiores traseiras e o peso exercido com a sobreposição das telhas, mas, em alguns casos dependendo da:

  • Altura da edificação;
  • Localização da obra;
  • A inclinação;

E faz-se necessário fixar as telhas ao madeiramento.

Quanto à localização da obra, classificamos em três possibilidades:

ZONA COSTEIRA OU DE VENTOS FORTES - caso mais desfavorável, no qual se incluem também lugares altos e sem nenhuma proteção dos agentes atmosféricos.

ZONA EXPOSTA - lugar aberto, trata-se de descampados, vales e zonas rurais.

ZONA PROTEGIDA - depressões, áreas urbanas e industriais.

A tabela a seguir, orienta à fixação das telhas, dependendo dos fatores discriminados no item anterior.

ESQUEMA DE FIXAÇÃO DE TELHAS A CADA 4
Fixamos 1, pulamos 3 sucessivamente alternandoa locação da 1

Ilustração do telhado

ESQUEMA DE FIXAÇÃO DE TELHAS A CADA 2
Fixamos 1, pulamos 1 sucessivamente alternandoa locação da 1

Ilustração do telhado

Todas as telhas do beiral devem ser preferencialmente fixadas.

IMPORTANTE - As telhas do beiral sempre que possível, devem ser todas fixadas. Após a fixação das telhas, é importante a aplicação de silicone para total vedação dos furos. Em telhados com inclinação superior a 70%, recomenda-se amarrar (de acordo as orientações de fixação das telhas), os escorregamento dos recortes de telha, localizados próximos à linha de espigão, para evitar que escorreguem.

As telhas EUROTOP possuem um pré-furo, localizado na parte superior da telha este local indica onde as telhas devem ser furadas, com broca que possua na ponta “metal duro”, ou como é chamada vídea, para efetuar a fixação nos apoios (ripamento).

Ilustração da utilização da furadeira

MATERIAL DE FIXAÇÃO

A fixação das telhas pode ser feita com fios de cobre, arame de aço galvanizado, pregos ou parafusos de material não corrosivo. Exemplo de fixação com fio de cobre;

A estrutura do telhado deve ser executada por profissional devidamente qualificado para esse fim, de forma que a racionalização e a segurança da cobertura não sejam comprometidas.

Orientações básicas

Galga - podemos estabelecer duas posições para a galga, em função da sua localização no telhado.

Galga Inicial - é a distância entre a extremidade anteiror da primeira ripa e a extremidade posterior da segunda ripa. A galga de ser de 29cm.

Galga Intermediária - é a distância máxima entre faces posteriores de duas ripas. Deve ser de 32cm para manter a sobreposição de 10 cm entre telhas.

Ilustração do grau de inclinação

Ripa Dupla: Para garantir o bom acabamento do telhado, é necessário utilizar ripa dupla (A 1º ripa deve ser 2,5 vezes maior que a ripa seguinte) na extremidade do beiral, para compensar a ausência da telha que estaria abaixo. Com o uso da ripa dupla conseguimos manter a mesma inclinação das telhas em todo o telhado.

Ilustração da compensação por falta de telha

Orientações gerais para desenvolvimento da Trama:
Nome dado ao conjunto formado por ripas, caibros e terças.

Ripa: quando o espaçamento entre os eixos dos caibros for no máximo 45 cm, é necessário utilizar ripas de 1,5 cm de altura x 5 cm de largura. Para espaçamentos superiores e até 50 cm, utilizar ripas de 2 cm x 5 cm.

Caibro: para espaçamentos entre vigas de até 1,4 m e beirais de até 45 cm, é necessário utilizar caibros de 5 cm de largura x 6 cm de altura. Para espaçamento máximo entre vigas de 1,7 m e beirais de até 75 cm, o caibro deve ser de 6 cm x 8 cm.

Viga: para espaçamento entre apoios de até 2,5 m, é necessário utilizar vigas de 6 cm de largura x 12 cm de altura. Para espaçamentos superiores e até 3,5 m, utilizar vigas de 6 cm x 16 cm.

As madeiras devem ser estruturais, de boa procedência e isentas de defeitos que possam comprometer a estrutura do telhado. A orientação de profissionais técnicos capacitados é sempre indispensável, e o cálculo estrutural é particular de cada projeto.

A figura abaixo será nossa referência para exemplificar os cálculos desenvolvidos ao longo deste tópico.

Ilustração para exemplificar os cálculos desenvolvidos

Para obter o comprimento da faixa (medida B), tome a media A (com o beiral incluso) no plano indicado e multiplique pelo Fator de Correção (FC) correspondente à inclinação do telhado.
 
Ex.: Medida A=6 m c/ inclinação de 32%, multiplicamos então 6 m pelo FC correspondente à 32%, que é 1,050. Encontraremos 6 m x 1,050 = 6,30 m

 

Tabela de Fator de Correção da Inclinação do Telhado (FC):

Tabela de Fator de Correção da Inclinação do Telhado

 

Ilustração da Medida B

 

Para obter o número de telhas da faixa (Medida B) tome o resultado da sua multiplicação e verifique na tabela ao lado

 

 

 

 

Tabela válida para telhas com sobreposição de 10 cm

Alguns cuidados devem ser tomados com o transporte, para garantir que no recebimento das telhas e peças especiais EUROTOP, elas estejam intactas e isentas de alterações no seu aspecto tais como quebras e manchas.

As telhas são colocadas diretamente sobre a carroceria do caminhão, portanto, a mesma deve estar em bom estado, apresentando uma superfície regular (sem remendos), que garanta a integridade das telhas durante o transporte.

Ilustração de como transportar.

Após o acondicionamento das telhas sobre a carroceria do caminhão, a carga deverá ser amarrada. A altura máxima da carga deve ser de 3 pacotes. As peças especiais devem ser colocadas com cuidado sobre a carga de telhas, e nunca embaixo dela, devido à fragilidade do material.

Depois de serem descarregadas com cuidado, evitando golpes, arranhões ou quedas, as telhas devem ser acondicionadas em planos horizontais, limpos e firmes, a fim de evitar distribuição irregular do peso, que pode deformar a pilha, provocando quebras e manchas.

A área de armazenamento deve ser protegida de elementos contaminantes, tais como cal, cimento, gesso ou tinta, e afastada de lugares onde se executam revestimentos, para evitar alterações no seu aspecto superficial.

A carga não deve superar a suportada pelo terreno.

É importante empilhá-las sempre no sentido vertical, com exceção das telhas dos extremos da pilha, que devem ser colocadas na horizontal a fim de evitar tombamento.

Ilustação do acondicionamento das telhas: No acondicionamento, a telha deve ficar com a garra de fixação voltada para baixo.

Para uma boa montagem da cobertura, deve-se manter sempre a segurança e limpeza no local de trabalho, bem como, O uso de ferramentas adequadas e o cumprimento das orientações fornecidas pela empresa é indispensável.

Todos os componentes necessários para execução do telhado (telhas, peças especiais, acessórios, componentes de fixação, componentes da argamassa), devem estar no local da obra antes do início da cobertura.

Os equipamentos de manipulação em obras (pinças, equipamentos manuais, etc.), devem garantir a integridade das telhas evitando quedas, golpes e arranhões. Deverão ser colocadas em pilhas de quatro ou cinco unidades, distribuídas em espaços regulares, para facilitar a execução do telhado.

Veja a figura abaixo:

Ilustação Transporte das Telhas para a Cobertura.

A Manta de Alumínio EuroFoil, isola termicamente a residência, com eficácia e praticidade. Adapta-se a todo tipo de telhado, retendo o calor e evitando o aparecimento de goteiras.

Fácil e rápido de instalar, basta apenas seguir os passos:

1. Estender a Manta com a face aluminizada para baixo, sobre os caibros, no sentido horizontal (largura do telhado) por toda a superfície da cobertura sobrepondo as faixas em 10 cm colocando-as de baixo para cima, sendo que, a faixa de manta seguinte deve estar sobre a faixa de manta anterior.

2. Fixe a Manta na estrutura de madeira com o auxílio de pregos ou grampos. Depois fixe os contracaibros com pregos, sobre a manta, na mesma direção do caibro. O contracaibro é importante para criar um distanciamento entre a telha e a manta, com finalidade de permitir passagem de água caso ocorra quebra de telhas no telhado e posterior vazamento.

3. Coloque as ripas conforme as orientações de galga EUROTOP, pregando-as sobre o contracaibro.

Ilustação da manta de Alumínio

Colocação das telhas segundo a norma NBR 13858-1:1997

A colocação das telhas deve ser feita por fiadas, da direita para a esquerda, iniciando-se pelo beiral ou pela parte mais baixa do telhado, e prosseguindo em direção à cumeeira. As telhas devem apoiar-se sobre elementos coplanares, isto é, nas faces superiores das ripas. Caso haja necessidade de fixar a telha, o pré-furo define a posição para a furação.

Para instalação das cumeeiras é conveniente planejar previamente sua colocação, a fim de evitar cortes e obter o melhor acabamento estético.

A cumeeira deve ser assentada com argamassa de cimento, recomenda-se colocá-las ainda sem argamassa na sua posição definitiva, para conferir a sua correta distribuição. A sobreposição entre cumeeiras deve ser de, no mínimo, 7 cm e é muito importante que no emboço das peças especiais (Início de Cumeeira, Cumeeira, Final de Cumeeira), a argamassa utilizada fique protegida. A argamassa não deve ficar exposta às ações do tempo.

Ilustração da sobreposição da cumeeira

Ilustração da sobreposição da cumeeira figura 2

Para o perfeito acabamento e vedação da linha de cumeeira, utiliza-se a peça de Início de Cumeeira, primeira peça a ser instalada neste ponto singular. Não apresenta maiores dificuldades em sua instalação, e confere grande efeito estético e funcional, uma vez que, evita a colocação de argamassa em excesso e possíveis falhas de execução. O Final de Cumeeira, conseqüentemente, é a última peça a ser colocada neste ponto singular, e apresenta as mesmas vantagens do Início de Cumeeira.

Ilustração do Início e Final da Cumeeira

 

O acabamento lateral do telhado, pode ser executado com peças de Acabamento Lateral EUROTOP, assentadas com argamassa, que não devem ficar exposta às ações do tempo, tomando cuidado com o alinhamento, estabilidade, garantindo um arremate perfeito ao telhado. Sempre que possível, deve-se utilizar pigmento para argamassa que ajuda a dar um ótimo acabamento estético, valorizando a obra.

Ilustração do Acabamento Lateral

A Telha de Ventilação EUROTOP, foi desenvolvida para neutralizar o efeito das variações diárias de temperatura, através de um conceito extremamente simples. Quando alinhadas, permitem a criação de uma corrente de ar sob a cobertura, e a conseqüente retirada do ar quente (não causando o resfriamento e sim o equilíbrio com a temperatura ambiente), evitando a condensação do vapor de água em baixo das telhas e seus efeitos como a deterioração do madeiramento. Para o sistema que utiliza telha de ventilação funcione, é necessário que haja no mínimo duas telhas de ventilação alinhadas.

Ilustração da Telhas de Ventilação

Utiliza-se 1 telha de ventilação a cada 10m” de cobertura.

Após levantar o número de telhas, para o assentamento, deve-se considerar cada pano de telhado individualmente.

Mesmo com área menor que 10m2, um pano de telhado deve ter, no mínimo 2 telhas de ventilação.

As telhas não devem ser colocadas de maneira aleatória e sim alinhadas verticalmente e horizontalmente, mesmo em telhados triangulares, para que haja a circulação do ar.

As Telhas de Ventilação EUROTOP, devem ser assentadas, colocando-se a primeira telha na segunda fiada de telhas depois do alinhamento da parede, e a segunda telha nas fiadas próximas à linha de cumeeira

Ilustração da forma certa e errada de colocação telha de ventilação

IMPORTANTE: O desempenho das telhas de ventilação para neutralizar o efeito térmico na cobertura, pode ser ampliado se utilizarmos a combinação telha de ventilação + manta de subcobertura (Manta de Alumínio Uralita)

 

Ilustração da combinação telha de ventilação + manta de subcobertura

Para execução do espigão, iniciamos a partir da parte inferior da linha de espigão, colocando 1º a peça Final de Espigão. É importante verificar com antecedência a disposição das demais peças de cumeeira, antes da fixação com argamassa de cimento ou assentamento seco (sem argamassa).

Ilustração do Final de Espigão

IMPORTANTE: O alinhamento da peça (Final de Espigão) e cumeeiras é fundamental para execução deste ponto singular, assim como o corte das telhas e o acabamento da “ponta do telhado”, onde a peça será colocada. O excesso de argamassa sempre deve ser retirado para evitar que detritos ou restos de entulho, barrem a passagem da água.

O Final de Espigão é uma peça especial que permite acabamento impecável à extremidade do espigão, com eficiência e durabilidade.

Produzida em policarbonato maciço.

As telhas devem ser instaladas em agrupamentos de, no máximo 4 telhas.

Os grupos podem estar distribuídos conforme a necessidade de iluminação.

Quando existir a necessidade de fixá-las ao madeiramento, essa fixação poderá ser feita através da “orelha de amarrar”, localizada embaixo da telha.

Evite a construção de panos de telhados muito grandes (utilizando telhas Translúcidas), para evitar o efeito estufa, dentro do compartimento da edificação.

Ilustração da Telha Translúcida

Esta etapa de execução de um telhado é muito importante, pois, dependerá de um bom acabamento para evitar infiltrações e vazamentos. O material deve garantir a estanqueidade e ser resistente a ação dos ventos e às ações do tempo. Existem duas concepções para emboçamento das telhas:

Emboço tradicional com argamassa, ou pelo método de assentamento a seco, onde eliminamos o uso de argamassa.

 

Cuidados e sugestões para emboçamento.

 

É importante que a quantidade de argamassa a ser utilizada, seja estritamente a necessária para o assentamento das peças especiais (cumeeiras, final de espigão, etc), evitando o desperdício e acúmulo de restos de argamassa sobre o canal das telhas (que podem causar vazamentos).A argamassa deve ficar “chanfrada” para dentro da cumeeira, a fim de protegê-la das ações do tempo. O traço sugerido de argamassa em volume para emboçamento das telhas EUROTOP, é 1:0,6:5, referente a cimento, cal e areia respectivamente. Por exemplo: se o recipiente utilizado na obra for uma lata, o traço seria formado de 1 lata de cimento; 50% dessa lata de Cal e 4 latas de areia. Se for uma padiola seria da mesma forma, 1 padiola de cimento, 50% desta padiola de Cal e 4 padiolas de areia.

Quando se utilizar o Pigmento para Argamassa EUROTOP, com o objetivo de valorizar o acabamento estético do telhado, recomenda-se o uso de 1 saco de 1,5 Kg de pigmento para cada saco de 50 Kg de cimento.

Caso haja interesse em pintar o emboço, para permitir um acabamento estético perfeito no telhado, a sugestão é que após 28 dias de cura do emboçamento, se aplique um selador acrílico de boa qualidade, seguindo as recomendações da empresa fabricante, e procurando através do sistema self color a cor de tinta que se deseja pintar. Lembrando que a tinta deve ser acrílica de boa qualidade (sugestão tipo “fachada” ou “piso”), é sempre necessário seguir as orientações do fabricante, quanto à aplicação do produto.

Para a colocação das telhas das telhas, o instalador deve observar se está deixando uma junta de dilatação. Esta junta permite a acomodação das telhas durante o período de dilatação e evita o desalinhamento do telhado.

Ilustração da Junta de Dilatação

Todos os arremates do telhado com paredes ou demais elementos construtivos (rufos, calhas, rincão/água furtada), devem ser executados, de modo a garantir a estanqueidade da cobertura.

Ilustração dos Arremates Finais

O acesso ao telhado, seja para montagem, manutenção ou para qualquer outra finalidade, deve respeitar as condições gerais de segurança e higiene na construção.

Quando a inclinação do telhado for superior a 45%, ou o trabalho for realizado em áreas próximas a extremidade do telhado (beiral, cumeeiras e espigões), o encarregado da obra deverá garantir que os operários estejam usando corretamente todos os EPI (Equipamento de Proteção Individual), inclusive o cinto de segurança e corda de ancoragem para realizarem a montagem da cobertura com segurança.

As telhas EUROTOP tem elevada resistência mecânica sendo que, uma vez montadas de acordo com o manual, resistem tranquilamente a carga de uma pessoa para eventuais inspeções. Porém, alguns cuidados devem ser tomados para a locomoção sobre as telhas.

Ilustração sobre como locomover pisando no meio das telhas

O instalador deverá se locomover pisando no meio das telhas (sobre a capa), evitando caminhar sobre o ponto mais frágil das telhas, o encaixe, onde geralmente ocorrem as quebras nas pontas das telhas.

O instalador, durante a manutenção do telhado, deverá caminhar sobre uma tábua apoiada sobre as telhas Essa prática evita as quebras e garante a segurança do instalador.

O instalador, sempre deverá usar equipamentos de segurança e nunca deverá pisar na ponta das telhas.

Se possível, caminhar sobre tábuas, que permitem uma melhor distribuição das cargas, evitando quebras nas telhas. Recomenda-se sempre usar calçados antiderrapantes.

Ilustração que indica como caminhar sobre tábuas no telhado

Durante a inspeção do telhado, é necessário respeitar o indicado no item acima. Assim como fazemos manutenção de outros elementos em nossa residência, é importante realiza-la na cobertura. Após chuvas com fortes ventos, granizo ou qualquer fenômeno que possa afetar a cobertura, recomenda-se efetuar uma inspeção para detectar possíveis efeitos dessas ações, antes de sofrer danos maiores.

Na tabela abaixo, indicamos as tarefas de manutenção e a periodicidade com que devem ser realizadas.

ROTINA DE MANUTENÇÃO NO MOMENTO CADA 6 MESES CADA 12 MESES
Eliminação da vegetação, sujeira e outros objetos que podem deteriorar a cobertura.
Limpeza e revisão dos canais de escoamento de água da chuva.
Comprovação do bom estado dos pontos singulares (cumeeira, final de espigão etc).
Limpeza dos elementos de ventilação.
Subistituição dos elementos danificados ou gastos e reposição das peças.

É importante tratar a cobertura como sendo uma fachada, que necessita de manutenção periódica, a lavagem das telhas deve ser feita por hidrojateamento. Após a secagem da cobertura, sugere-se aplicar selador acrílico de boa qualidade, seguindo as orientações do fabricante. Realizando estas inspeções e manutenções devidas, seu telhado volta a ter vida, valorizando a obra, destacando a beleza do projeto.

Pigmento para Telha de concreto Eurotop:
Traço Sugerido:

Ilustração sobre a quantidade de produtos e pigmento

Obs.: Esse é um traço sugerido, podendo ocorrer variação de cor com relação a telha, devido a diversos tipos de areias e cimentos encontrados no mercado.
Rendimento médio p/ emboço de cumeeiras: 6 metros linear O traço acima deve ser utilizado para as telhas nas cores: Areia; Avelã; Canela; Esmeralda; Marine; Grafite; Neve; Litoral; Ouro; Outono; Rubi; Tabaco; Safira e Gaudi

Ilustração sobre a quantidade de produtos e pigmento

O traço acima deve ser utilizado para as telhas nas cores: Champagne; Marfim; Salmão e Pêssego